• EN 15614

    O parágrafo 4 desta norma descreve **o desenho do fato***. Alguns exemplos:

    • Sistemas de fixação para evitar a penetração de resíduos queimados
    • O colarinho tem de permanecer ereto
    • Sem punhos em tricot
    • Um sistema de fixação que faz a ponte entre a borda das calças e as botas
    • Mangas com um sistema de fixação.
    Sioen - Four firemen are extinguishing a bush fire using a fire engine and fire hoses

O parágrafo 5 descreve que o vestuário tem de ser lavado (no mínimo cinco vezes) de acordo com as instruções do fabricante antes da certificação.

O teste de calor radiante é definido no parágrafo 6.3 pelo (EN ISO 6942) com um fluxo de calor de 20kW/m². O tecido ou a montagem tem de apresentar um RHTI24 superior a 11 segundos com um RHTI24-RHTI12 diferencial de mais de 4 segundos.

Além disso, todos os componentes, tais como crachás e fixadores, são testados durante 5 minutos a uma temperatura de 180°C de acordo com a norma (ISO 17493). A linha de costura não pode derreter a uma temperatura de 260°C.

Os tecidos e a confecção também têm de respeitar vários critérios mecânicos:

  • O tecido exterior tem de apresentar uma resistência à tracção superior a 450N (ISO 13934-1) e uma resistência ao rasgamento superior a 20N (ISO 13937-2).
  • As costuras principais também têm de oferecer uma resistência de pelo menos 225N (ISO 13935-2).

Além disso, para garantir um excelente conforto, o tecido ou a montagem deverá ter uma resistência térmica de ≤ 0,055 m².K/W (EN 31092) e uma resistência ao vapor de água de ≤ 10m².Pa/W (EN 31092) para uma boa respirabilidade.

Finalmente, o vestuário tem de apresentar pelo menos 0,13m² de material retrorreflector (EN 20471) ou pelo menos 0,2 m² se o material tiver características combinadas.